Gestão de Reputação]

Se você tivesse apenas 30 segundos para falar sobre a sua cidade, o que você diria? E talvez o mais importante, o que alguém diria assim que você deixasse o local? Confirmaria o seu discurso, ou não? Qual a percepção que se tem da sua cidade?

É natural querer sempre enaltecer o lado positivo de nossa cidade, do nosso estado ou do nosso país, principalmente quando estamos em viagem. É nesse momento em que nos sentimos como verdadeiros embaixadores. Com o “dever” de promover a nossa terra.

Costuma-se dizer, inclusive, que o brasileiro é um patriota de carteirinha, mas apenas em dois momentos: em época de copa do mundo e quando em viagem ao exterior. Nessas ocasiões, aí sim, vestimos a camisa da seleção, pintamos as ruas de verde e amarelo, estamos sempre com uma bandeira do Brasil em mãos, compramos um par de sandálias havaianas (com a bandeirinha) para a viagem ao exterior. Pena que esse sentimento não nos invade a alma nos demais dias do ano. Acontece que o patriotismo não deveria ser um sentimento transitório. E o que dizer então do bairrismo? Os nossos vizinhos pernambucanos, diga-se de passagem, são doutores na arte da divulgação positiva de seu estado. Não se surpreenda se um dia encontrar alguém em Paris vestindo uma camisa estampada com a bandeira de Pernambuco, ou ver alguém sacudindo a bandeira durante uma partida de futebol na televisão, ou usando o chapéu de frevo em pleno Ibirapuera. Que inveja positiva e que orgulho! Por que não somos todos assim?

Nos últimos dias, o estado de Alagoas sofreu um golpe duro em sua imagem – em sua reputação – e de forma repetitiva. Não bastasse a forte divulgação negativa acerca dos problemas na área da saúde, descobre-se que é alagoana a mulher que abandonou um bebê em São Paulo. E haja propaganda negativa! Torna-se, a cada dia, imperativo relembrar e cobrar que as funções básicas do gestor público sejam colocadas em prática: planejar, organizar, dirigir e controlar. Portanto, não basta apenas fazer o óbvio (que muitas vezes não parece ser tão óbvio assim). É vital que sejam planejadas as ações públicas necessárias e esperadas pela população, mas, sobretudo, preocupar-se com a gestão da reputação, formulando, instrumentalizando e profissionalizando uma estratégia bem definida, que tenha como princípio basilar não apenas as ações realizadas pelo governo, em campanhas de comunicação, mas que tenha seu foco na sensibilização efetiva da população para o significado, verdadeiro, do orgulho de ser alagoano, pernambucano, carioca: brasileiro.

Esse é o foco da acertada e oportuna campanha do governo do Rio de Janeiro, intitulada “Rio de Janeiro, marca registrada do Brasil”, que reforça conceitos como alegria, paixão e energia e tem o intuito de engajar a população para o novo momento vivido pelo Rio e que pode ser encontrada no site www.novoRJ.com.br, que é redirecionado para uma página do Facebook. E pra você, leitor, o que é ser brasileiro?

Advertisements

Entre em contato!

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s